Atos Negros

Conjurando...

Fazer Pacto

BATE-PAPO - 14 de dezembro de 2020

Você morreu e nem percebeu…

E ae galera, Gigim aqui continuando a postagem sobre “A morte não é isso tudo”, e hoje trazendo um lado um pouco mais filosófico da morte em si e a visão que alguns ocultistas podem ter dela, obviamente pode não ser a minha, nem a sua mas isso não é o problema aqui… vamos lá.

Pra morrer, basta estar vivo

Essa frase pode parecer meio boba, porém assim como qualquer frase não-específica, existem muitas interpretações, e talvez pelo fato da frase ser EXATAMENTE o que se refere vagabundo viaja nela, tipo a “quem tem cu tem medo”, é óbvio é simples e é exatamente nessa simplicidade que a galera gosta de viajar, principalmente em mesas de bar.

O que é estar vivo?

Todo mundo tem uma definição de “estar vivo”, alguns mais simplória, bastando ter sinais vitais no corpo, mesmo que não consciente, e pra outros viver engloba algo maior que simplesmente “existir” como ser vivo… obviamente teríamos as interpretações científicas e as filosóficas, porém se tratando de um portal sobre ocultismo acredito que não vamos entrar na conversa “mesmo sem cérebro o feto ainda está vivo”, isso é problema para outros cenários, não aqui.

O que é viver?

Alguns diriam que é ter sucesso na vida, outros diriam que é ser útil à sociedade e alguns diriam que é ter a chance de tentar se “ligar com deus”… a verdade é que ninguém tem a resposta e você que está lendo já deve ter formulado a sua aí… mas o fatos que temos é que cada um tem UMA vida, e é dela que iremos falar nessa postagem, não a vida como algo mágico dado por deus para o esperma mais esperto do dia da concepção, mas a vida que é, na verdade, o único bem que você tem e também a sua principal responsabilidade.

A vida é feita de barro

Muita gente diz que “a única certeza da vida é que vamos morrer”, eu muito novo sempre disse que a certeza era que iríamos tentar viver, afinal não sou tão dramático de já ficar pensando em morte mesmo antes de dar a primeira respirada… e foi pensando nisso que eu formulei a minha visão do que seria realmente viver… suprir necessidades, algumas conforme vão aparecendo, outras que nós mesmos escolhemos e algumas que nem são nossas, mas nem todo mundo é inteligente o tempo todo né… mas acredito que essa é a única certeza que alguém carrega na vida, a de que vai tentar suprir as necessidades, sejam elas físicas, psicológicas e quem sabe espirituais.

Carne podre andando

Sabe uma das principais diferenças entre nós, humanos, e os outros seres vivos? Nós temos consciência da nossa morte eminente, sabemos que ninguém vive pra sempre e ao contrário dos animais que não fazem burradas por medo de se machucar, evitamos fazer merda por medo da morte, tanto que vemos um bando de imbecis fazendo merda exatamente porque pensam “disso eu não vou morrer”, às vezes erram, fazer o que.

Porém pensa comigo em quão triste isso pode parecer para um ser vivente, ele sabe das necessidade, sabe boa parte do seu futuro e sabe que vai acabar, e apesar de poder acreditar em toneladas de religiões e cultos ele não tem uma prova cabal de que não vai deixar de existir… Valeu Papai do céu, por nos fazer sem manual incluso.

Porém se você entender um pouco do tamanho do ser humano na existência e então dar aquela “olhada de fora da caixinha”, você vai conseguir enxergar algo que também sempre esteve ali… suprir as necessidade. Lembra daquela primeira respirada que você deu depois de sair de dentro de um útero? Pois é, aquilo ali foi você fazendo o que a sua vida foi feita pra fazer, você tinha uma necessidade e você supriu ela, primeiro exame de avaliação do ser humano e você passou.

Então a vida é respirar?

Se você já concluiu isso… é talvez pra você seja isso e se pá nem isso você tá fazendo certo, porém se você prestou mais atenção na parte do “suprir necessidades”, então estamos chegando a algum lugar. Suprir necessidades não quer dizer apenas necessidades básicas (apesar de que elas sempre estarão lá), mas sim encontrar as necessidades para a sua vida que lhe trarão prazer de existir. Quais são? isso já é problema seu, coelhos são felizes comendo cenouras e trepando o dia inteiro… qual é o seu cronograma?

Bom, vou parando e depois continuo, mas fica aí uma visão sobre o que é a vida e como dar sentido à ela,

Até a próxima, hasta


GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

Scroll Up