Atos Negros

Conjurando...

Fazer Pacto

BATE-PAPO - DEMONOLOGIA - RITUAIS - 4 de maio de 2021

Usar entidades como guarda-costas, é possível?

Fala Galera, Gigim aqui pra falar de um assunto que era bem popular na minha época mas hoje em dia virou mito entre pseudo-ocultistas sem culhões pra praticar, um tema polêmico mas nada novo e qualquer um que já tenha estudado um pouco sabe a resposta, e então, é possível ter uma entidade de guarda-costas?

Defina cargos e tarefas da função

Essa é a parte divisora de águas, o que uma “entidade contratada” seria capaz de fazer por você? Ela vai aparecer como um enorme vulto negro no lugar do seu reflexo no espelho? As pessoas terão medo de você e não saberão por que? Cães do inferno vão estar presos no seu porão? Tudo isso vai depender do que você pode fazer, quem bichos você conhece e o que você tem pra sacrificar por ele, ou seja, assim como na vida real a quantidade de truques que o seu bicho irá fazer vai depender de quão fodão você é.

Tipos de serviços conhecidos

Ao contrário do que muitos imaginam até agora, eu não estou falando somente de demônios, até por isso o título eu usei o termo entidade, porém todos vocês sabem que a minhas especialidade é com a galera “lá de baixo”, porém em todos esses anos conhecendo ocultistas de várias linhas mágicas, vi alguns tipos de “protetores” e vou citar alguns deles e como funcionam.

JESUS CRISTO: Parece piada né, mas digamos que esse seja o bicho mais popular que encontramos aqui no Brasil, a ideia de ter a imagem dele pendurado e morto numa cruz e em alguns casos ele na versão artista europeu ou até mesmo uma bíblia aberta, são formas de adoração que se levadas à serio poderiam evocar o poder do Cristo, não do Jesus em si, mas o que ele representa, todas essas tretas de santíssima trindade e talz, porém sabemos que o que mais acontece é nego usar símbolo sagrado só como enfeito (e sim aquela sua tatuagem também conta).

BUDA COMEDOR DE ARROZ: Esse eu acho fofinho, conheci alguns budistas que guardavam imagens de Buda em local que todos pudessem ver, e ali colocavam arroz cru, incenso, gemas e moedas, uma pequena forma de idolatria que até gerava um Feng Shui maneiro, a maioria das pessoas que fazem isso o fazem para evocar a presença de Buda (ou algum Buda) para dentro de casa, normalmente trazendo paz, prosperidade e sorte.

Acho que estou começando a entender…

Sim, essas são as formas mais simples de você evocar e adorar uma egrégora/daemon/djinn, você escolhe uma que tenha um arquétipo que te interessa, como sorte ou saúde, cria um mini altar pra ela e faz oferendas enquanto acredita que será respondido, se você tiver FÉ em algum momento um representante dessas entidades vai atender a sua ligação, simples assim, mas a matéria não é sobre isso.

Jesus vai sair dando voadora?

Exatamente esse tipo de pensamento que faz com que eu chingue vocês em todas as matérias que escrevo… Percebam que citei inicialmente egrégoras que podem ser consideradas como passivas, ou epnas representações de aspectos da humanidade que as tornaram famosas e adoradas, todo mundo conhece a história do JC e eu não preciso ficar repetindo aqui né. Então entendam, esse tipo de evocação para proteção e a evocação de um elemento, funcionam praticamente da mesma forma, porém com elementos é mais rápido o resultado.

Tá e quando eu faço contrato com demônios ninjas meio-nefilins?

Na próxima parte da matéria que pretendo postar amanhã, onde falarei de bichos “ativos” como eles funcionam e se a cabeça de vocês aguentar passo uns rituais.

Por hoje é só, Hasta!


GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

Scroll Up