Atos Negros

Conjurando...

Fazer Pacto

BATE-PAPO - DEMONOLOGIA - 28 de janeiro de 2021

Tu é putinha de demônio?

Fala galera e hoje venho falar de um dos assuntos que eu mais gosto dentro do meio ocultista, a demonologia. Pelo título vocês já devem ter percebido que falaremos sobre o comportamento do magista com as entidades que ele evoca/conjura/invoca, então senta aí que o troço vai ser feio hoje.

Como eu entro em contato com um demônio?

Só Deus sabe quantas vezes me mandaram essa pergunta pelas redes sociais, apesar de ter uma penca de livros que prometem te ensinar isso, acredito que a falta de veracidade neles acaba fazendo com que as pessoas venham a procurar praticantes que elas acreditem que já tenham conseguido isso, o clássico “vá falar com quem já sabe”, e que talvez não seja a melhor ideia, porque você pode acabar adotando maus hábitos da pessoa que escolheu, e um desses hábitos é ser PUTINHA DE DEMÔNIO.

O que é uma “Putinha de demônio”?

Quando cito a palavra demônio aqui estou englobando uma gama enorme de entidades, vou ter um pensamento mais católico e definir que tudo o que não é Deus, é demônio, obviamente com essa afirmação já tô ofendendo todo mundo que bate uma macumba, faz uns rolé enoquiano e fala com fadinhas, mas espero que me perdoem e entendam que estou generalizando para não ter que escrever um livro inteiro aqui sobre como você pode ser um babaca na prática evocatória. E é nesse ponto que eu queria chegar, a hora em que você vai cutucar uma entidade em troca de alguma coisa, existem 3 formas de fazer isso e vamos falar delas:

Evocação – Quando a entidade fala com você pelo Whatsapp, ela não sai do lugar onde ela está e você também não, e depois de um papo e você manda uns nudes e ela te envia algum valor em PIX do bolso dela para que você possa comprar as suas futilidades.

Invocação – Também conhecido como camisinha de entidade, você tira o tampo da sua cabeça, também conhecido como chakra coronário, e a entidade invade o seu corpo numa espécie de gênio da lâmpada ao contrário, mais ou menos como se você fosse um pote de biscoito e a entidade os biscoitos… Então ela usa seu corpo pra dar uma farreada e experimentar as coisas daqui e em troca quando vai embora ela deixa parte da sua energia para que você compre uma calcinha nova.

Conjuração – Essa é dividida em duas partes, na primeira é uma videoconferência com a entidade, você utiliza um Smartphone espelho negro, círculo de pedras, espelho d’água ou qualquer um que esteja na moda, e liga pra entidade até ela atender, bate um papo, faz uma dancinha sexy, promete que vai lá encontrar ela quando der e em troca ela deposita um dinheiro na sua conta. A segunda forma seria você dando uma de namorada psicótica e chamando a entidade pra sua casa e quando ela entrar você prender ela no pé da geladeira usando selos, ervas e insensos. Assim usando das habilidades da entidade sempre que necessário.

Entendi Gigim, mas não me parece tão ruim

Pois é, olhando assim parece tudo mil maravilhas, normalmente no começo é, o que mata é quando você, sim você aí que tá lendo agora e já preparando o triângulo de evocação, você começa a pensar “se deu certo uma vez, por que não fazer sempre?”, e é quando a putinha começa a abrir as pernas, e a putinha é você.

 

Vou parar por aqui pro texto não ficar muito longo e nego não se confundir

Segunda parte amanhã, Hasta!

 

*o termo putinha utilizado no texto não tem conotação à prostitutas ou qualquer tipo de profissional do sexo

GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

Scroll Up